Arquivos do Blog

Aécio investirá em campanhas de filiação no Nordeste

PSDB quer aproveitar a mobilização popular das eleições de outubro para manter a oposição forte e competitiva para 2018.

PSDB fará uma série de eventos no Nordeste

Fonte: O Globo

Aécio vai mobilizar Nordeste para aumentar filiação

Aécio investirá na região Nordeste, com viagens e ações de filiação de novos tucanos para ocupar o território que hoje pertence aos petistas. Divulgação

PSDB aproveita mobilização e mira no Nordeste para crescer nas eleições de 2018

Aécio investirá em viagens e em campanhas de filiação que mobilizem diretórios para convenções em março

O PSDB quer aproveitar a mobilização popular das eleições de outubro para manter a oposição forte e competitiva para 2018. Para isso, os tucanos investirão em alguns eixos estratégicos. Um dos focos será o Nordeste, eleitorado que votou massivamente na presidente Dilma Rousseff e, tradicionalmente, tem escolhido o PT na eleição presidencial, partido que conseguiu demarcar a paternidade de programas de transferência de renda como o Bolsa Família.

Aécio investirá na região, com viagens e ações de filiação de novos tucanos para ocupar o território que hoje pertence aos petistas. Nas próximas semanas devem começar os primeiros eventos de filiações massivas nos estados em que o PSDB tem menor presença, como Rio Grande do Norte e Ceará. A ideia é criar um movimento nos moldes de uma campanha de filiação que dure até fevereiro do próximo ano, para que os diretórios regionais estejam mobilizados no período das convenções, em março de 2015.

A reconquista de Minas Gerais também é prioridade e questão de honra para o senador Aécio Neves. Depois de perder em seu próprio estado para Dilma Rousseff, o tucano quer investir forças e já há quem defenda a candidatura de Antônio Anastasia para a prefeitura em 2016. Pelo Brasil, o PSDB quer lançar candidatos a prefeito com lastro social. A próxima eleição será o primeiro teste para aferir se Aécio conseguirá ou não manter a popularidade dos cerca de 49% dos votos do eleitorado no Brasil.

O candidato derrotado de outubro admite que houve um erro coletivo no comando da campanha em Minas Gerais.

— Temos que ter uma atenção grande, e eu, como presidente do partido, vou buscar. Nós vamos ter nessas próximas eleições municipais candidatos muito capilarizados, com segmentos muito mais amplos. Em uma reunião da Executiva em dezembro vai ter esse foco. Vamos ter uma ampla campanha de filiação no Brasil inteiro — afirma Aécio.

Combate ao ‘terrorismo eleitoral’ é uma das metas

Um dos principais desafios do PSDB, segundo a cúpula tucana, é superar a insegurança do eleitorado mais dependente dos programas sociais do governo federal. O melhor remédio para combater o terrorismo eleitoral, afirmam dirigentes do partido, é colocar o pé na estrada desde já para divulgar as experiências bem-sucedidas do PSDB na área social.

— O que o PSDB precisa é estar mais presente nessas regiões, ir várias vezes ao ano, conversar com Academia, sindicatos, com entidades empresariais, falar da sua visão política e das experiências ricas que temos tanto no governo federal, quanto nos estaduais — diz o governador reeleito de Goiás, Marconi Perillo.

Conquistar confiança

Para o goiano, a ação do PSDB não pode se limitar apenas ao período eleitoral. Conquistar a confiança desse segmento da população leva tempo, afirma Perillo:

— O PSDB precisa de competência para convencer esses eleitores que ainda desconfiam da gente em relação às políticas sociais de que não há necessidade de qualquer temor.

Uma das lideranças do partido no Nordeste afirma que o PSDB deve, desde já, começar a enfrentar o que chama de debate do “coitadismo” e parar de disputar a propriedade dos programas sociais com o PT. Para esse tucano, a campanha de Aécio errou ao evitar a crítica a esses programas e acabou fazendo propaganda pró-governo quando insistiu no discurso de que manterá e ampliará os benefícios, ao invés de apontar a saída que pretende oferecer aos que hoje são dependentes.

Aécio Neves sinaliza que sua presença será mais efetiva junto ao eleitorado de forma direta, não apenas por meio do seu mandato como senador nos próximos quatro anos. Ele destaca que, para a missão de manter a conexão com a sociedade que se criou nessa eleição, o trabalho deverá ser no estilo de uma verdadeira força-tarefa da oposição.

Outra fatia do eleitorado em que Aécio pretende investir é na juventude. Os tucanos querem penetrar um terreno que até então costuma funcionar como apêndice de partidos de esquerda como PT e PCdoB: o dos diretórios acadêmicos nas universidades. A cúpula do PSDB admite que o partido não tem boa inserção nas universidades e quer que tucanos comecem a disputar eleições para diretórios. Acreditam que a presença maior entre a juventude poderá ajudar a manter vivo o sentimento de mudança que beneficiou o PSDB nesta eleição.

Anúncios

Onda Azul vai invadir o Ceará

Eleitores cearenses de Aécio Neves, preparam para os próximos dias 17 e 18 de outubro a mobilização Caravana Ceará Azul.

Eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder

A Onda Azul é um movimento organizado pela sociedade civil em favor das propostas e do programa de governo de Aécio Neves. Foto: Reprodução / Facebook

A Onda Azul é um movimento organizado pela sociedade civil em favor das propostas e do programa de governo de Aécio Neves. Foto: Reprodução / Facebook

 

Caravana Ceará Azul vai passar por 29 cidades no próximo fim de semana

Eleitores cearenses do candidato à Presidência da República pela coligação Muda Brasil, Aécio Neves, preparam para os próximos dias 17 e 18 de outubro a mobilização Caravana Ceará Azul.  A Onda Azul é um movimento organizado pela sociedade civil em favor das propostas e do programa de governo de Aécio Neves.

A caravana sairá de Fortaleza em direção ao interior do Ceará percorrendo 1.400 km e passando por 29 cidades, levando a Onda Azul e divulgando as propostas de Aécio Neves.

A organização da Onda Azul planeja uma carreata em Juazeiro do Norte, às 20h, na sexta-feira (17/10), onde cerca de mil carros devem percorrer as ruas da cidade.

No sábado (18/10), às 7h, a caravana sairá de Juazeiro do Norte em direção a Fortaleza. A previsão é que a caravana atraia participantes pelas cidades que passar.

No último domingo (12/10), os eleitores organizaram, em Fortaleza, o movimento Pedala Brasil Aécio 45, que reuniu mais de mil ciclistas vestidos de azul que pedalaram pelas ciclovias da capital cearense.

Para acompanhar todo o percurso da Caravana Ceará Azul, acesse:

https://www.facebook.com/events/713672745353973/

Serviço:

*Partida

Data: 17/10

Horário: 7h

Local: Fortaleza

*Carreata

Data: 17/10

Horário: 20h

Local: Juazeiro do Norte

*Retorno

Data: 18/10

Horário: 7h

Local: De Juazeiro do Norte rumo a Fortaleza

MP investigará mensagens contra nordestinos

Ministério Público Federal do Ceará recebeu 8 representações de cidadãos, referentes a mensagens racistas contra nordestinos em redes sociais.

Eleições 2014

Fonte: O Globo

Guerrilha Digital: MP investigará mensagens contra nordestinos

O MPF-CE entrará com pedido de quebra de sigilo telemático (eletrônico) dos perfis que publicaram os comentários preconceituosos, para ter acesso ao protocolo de internet (IP) – espécie de assinatura digital – das máquinas de onde foram originada as mensagens.

Ministério Público Federal do Ceará vai investigar mensagens preconceituosas contra nordestinos

MPF-CE já recebeu oito representações e pedirá quebra de sigilo telemático dos envolvidos

O Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) recebeu oito representações de cidadãos, referentes a mensagens racistas contra nordestinos em redes sociais. Até o momento não foi identificada nenhuma ligação partidária dos autores das postagens em contas do Twitter, Facebook e Tumblr.

As denúncias foram encaminhadas para o Núcleo de Tutela Coletiva do MPF-CE, e distribuídas ao procurador da República Alexandre Meireles, que irá analisar o caso. Segundo o MPF-CE, a conta essesnordestinos.tumblr.com, tem ajudado nas investigações, pois vem reunindo vários posts que manifestam e incentivam a discriminação.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, a investigação já foi iniciada, mas ainda não há nenhum procedimento instaurado.

O MPF-CE entrará com pedido de quebra de sigilo telemático (eletrônico) dos perfis que publicaram os comentários preconceituosos, para ter acesso ao protocolo de internet (IP) – espécie de assinatura digital – das máquinas de onde foram originada as mensagens. Após este procedimento, terá início o rastreamento que levará às identidades dos autores das postagens.

Mais cedo, o candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou, em publicação em seu perfil no Facebook, que seus adversários políticos estão criando perfis falsos para divulgar mensagens preconceituosas e atribuir à sua campanha.

Segundo o coordenador do núcleo criminal do MPF-CE, Samuel Arruda, estes tipo de procedimento levou a identificação de Mayara Petruso, julgada e condenada em 2010, quando postou mensagens racistas, também fazendo referências ao povo nordestino.

— Apesar deste tipo de caso ser cíclico, como o de Mayara, na eleição da presidente Dilma Rousseff em 2010, ultimamente, temos percebido uma frequência maior de denúncias desta natureza.

Em maio, o órgão entrou com o pedido de quebra de sigilo telemático de internautas que fizeram comentários discriminatórios contra nordestinos, em uma matéria publicada no site de notícias G1. A reportagem tratava de um acidente que vitimou mais de 20 pessoas em uma rodovia do Ceará. A quebra de sigilo foi obtida no dia 21 de maio.

Recentemente, também mediante denúncias, outro pedido da mesma natureza foi feito, para poder chegar ao autor da mensagens discriminatórias relativas a atual Miss Brasil, a cearense Melissa Gurgel.

Eleições 2014: Revista que faz ligação de Cid Gomes a Petrobras é proibida

A pedido do governador do Ceará, Cid Gomes, juíza de Fortaleza determinou retirada de circulação da edição desta semana da revista “IstoÉ”.

Eleições 2014

Fonte: Folha de S. Paulo

Revista que faz ligação de Cid Gomes a Petrobras é proibida

Justiça do Ceará proíbe circulação de material da revista Isto É sobre Cid Gomes e seu envolvimento com a estatal Petrobras. Foto: Agência Brasil.

Justiça proíbe circulação da ‘IstoÉ’ a pedido do governador do Ceará

Juíza de Fortaleza manda recolher edição que apontou envolvimento de Cid Gomes no caso Petrobras

Cid afirma que está processando a revista por calúnia; advogado da ‘IstoÉ’ diz que vai recorrer da decisão

A pedido do governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), uma juíza de Fortaleza determinou a retirada de circulação da edição desta semana da revista “IstoÉ”.

Reportagem da revista citou o governador do Ceará como um dos listados pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa como envolvido em um suposto esquema de corrupção na estatal.

Cid movera na sexta (12) uma ação cautelar contra a Três Editorial, que publica a “IstoÉ”, para impedir a veiculação da revista que chegaria às bancas no fim de semana. A juíza Maria Marleide Queiroz, da 3ª Vara de Família de Fortaleza, deferiu uma liminar na noite de sexta-feira.

A editora foi proibida de comercializar a revista sob pena de pagar uma multa diária de R$ 5 milhões e foi instada a tirar de circulação os exemplares já distribuídos.

A magistrada decretou segredo de Justiça no processo.

A Três Editorial foi notificada no sábado (13), quando a revista já estava nas bancas. No site de “IstoÉ”, o link para a reportagem diz que o texto foi retirado do ar por decisão da juíza: “A revista estuda medida judicial que garanta seu direito constitucional de informar à sociedade assuntos de interesse público”.

O advogado Alexandre Fidalgo, da Três, afirmou que a editora está “tomando providências” para atender a determinação judicial e que entrará com recurso “para combater esse ato censório”.

Em nota divulgada nessa segunda-feira (15), Cid informou que está processando a revista por calúnia, difamação e dano moral e declarou ser vítima de uma “armação” criada por adversários para interferir na disputa eleitoral.

Na nota, o governador do Ceará afirmou que não tem e nunca teve “qualquer envolvimento nem qualquer tratativa pessoal com o citado ex-diretor da Petrobras“.

Segundo Cid, “esta clara fraude envolvendo o meu nome em véspera de eleição repete prática imunda que já tive de enfrentar quatro anos atrás, quando da publicação de invenções envolvendo meu nome e o nome do meu irmão, Ciro Gomes, que se revelaram completamente falsas”.

O diretor-executivo da ANJ (Associação Nacional de Jornais), Ricardo Pedreira, classificou a decisão da Justiça de “absurda” e “lamentável”.

“Políticos fazem esses pedidos em período eleitoral e a Justiça infelizmente os acata, num ato de censura. São decisões de primeira instância, que geralmente são reformadas no recurso, mas o mal já foi feito, porque o cidadão já foi prejudicado no seu direito de ser informado”, disse.

Ceará recebe Aécio Neves com festa

Aécio Neves: “Se vocês querem o Nordeste como prioridade das nossas ações, um governo eficiente e competente quero oferecer ”

Aécio no Nordeste

Fonte: PSDB

Aécio Neves é recebido por dez mil pessoas no Ceará

Uma multidão formada por dez mil pessoas recebeu de braços abertos o candidato da Coligação Muda Brasil à Presidência da República, Aécio Neves, em sua passagem pela cidade de Iguatu, no Ceará, nesse sábado (23/08). Em ato político realizado na praça Gustavo Correia, Aécio voltou a afirmar que a região Nordeste será uma prioridade absoluta em seu governo.

“Temos uma oportunidade nas nossas mãos que não temos o direito de perder. Se vocês querem um governo honrado, um governo que já estabeleceu, como já anunciamos mais cedo em Salvador, o Nordeste como prioridade absoluta das nossas ações, se vocês querem um governo eficiente e competente, quero oferecer a vocês uma grande parceria. Porque na nossa caminhada, a minha maior e melhor companheira vai ser a verdade”, disse.

Ao lado do ex-governador do Estado e candidato ao Senado, Tasso Jereissati, do deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), do candidato a deputado estadual Agenor Neto (PMDB), e do prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara (PRB), Aécio criticou adversários que disseminam pelo país mentiras, referindo-se a boatos sobre o programa Bolsa Família.

“Dizem por aí, porque não têm mais propostas, não têm mais credibilidade, que se o Aécio ganhar acaba isso, acaba aquilo. Acaba nada, aumenta. Porque o meu governo vai fazer o Brasil crescer. Meu governo vai se fazer respeitar mundo afora. Porque só um país que cresce, que se desenvolve, tem condições de atender melhor aqueles que menos têm.”

O presidente dos municípios

Em seu discurso, Aécio se comprometeu a ser “o presidente dos municípios”, priorizando repasses para as prefeituras poderem investir em áreas essenciais para a população, como saúde, educação e transporte.

“Não há como você administrar um país da complexidade do Brasil sem reforçar o caixa dos municípios, para que possam cuidar melhor da saúde, melhorar a educação, infraestrutura, a vida da sua gente. Prefeitos, saibam disso, vocês verão um presidente não de portas abertas, mas de portas escancaradas para os municípios brasileiros”, destacou.

Aécio acrescentou que o próprio município deve ser responsável pela aplicação de suas verbas, e não o governo federal. “No Brasil, isso está invertido. É o governo federal que define tudo. Define aonde vai fazer o saneamento, e deixa Iguatu de fora. Define aonde é que vai fazer uma estrada, e deixa outras tantas de fora. Define quais são as obras de infraestrutura, que muitas vezes não são aquelas que o povo pede”, explicou.

Nordeste em foco

Para o candidato ao Senado Tasso Jereissati, é hora dos governantes colocarem o Nordeste em foco. “Muitos municípios não têm água para cozinhar. E até hoje não vemos um movimento do governo federal para resolver esse problema. Aqui no Ceará, no Nordeste, o povo está com sede. É uma necessidade básica”, apontou. “O Nordeste é esquecido, está relegado a segundo plano, o Ceará principalmente. Aécio é a liderança que tem capacidade de fazer com que o Nordeste volte a ser prioridade”, acrescentou.

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara (PRB), destacou que a visita de Aécio Neves a cidade é um momento de virada. “Ele vem para mudar a história política administrativa do nosso país. É um momento de festa, compromisso e muito trabalho”, salientou.

Já o candidato a deputado estadual Agenor Neto (PMDB) ressaltou que os brasileiros querem “um Brasil mais justo e igualitário, que possa desenvolver melhor suas políticas sociais”.

Ao término do ato político, o candidato a presidente seguiu em carreata pelas ruas da cidade, em um percurso de quatro quilômetros. Seguido por apoiadores e centenas de bandeiras e motocicletas, Aécio acenou para a população, tirou fotos e parou para tomar um café na casa da Dona Cícera.

Com apoio de Aécio, Tasso Jereissati disputará Senado

Eleições: Aécio precisava de um nome forte para garantir-lhe um palanque competitivo no Ceará, terceiro maior colégio eleitoral do NE.

Eleições 2014

Fonte: Exame.com

Atendendo pedido de Aécio, Jereissati disputará Senado

Com decisão, tucano conseguiu garantir um palanque competitivo no Ceará

No dia em que senador Aécio Neves (PSDB-MG) obteve publicamente o apoio unânime de todos os diretórios estaduais do partido para ser o candidato tucano à Presidência, o tucano recebeu outra boa notícia: conseguiu garantir um palanque competitivo no Ceará. Finalmente convenceu o ex-governador e empresário Tasso Jereissati a se candidatar ao Senado pela legenda.

Tasso foi três vezes governador do Ceará e uma vez senador da República, mas estava afastado da vida pública desde 2010, quando seus 1,7 milhões de votos foram insuficientes para reconduzi-lo ao parlamento. Desolado, na época jurou que sua vida política terminava ali e passou a se dedicar apenas à prosperidade de suas empresas.

Durante reunião da executiva nacional do PSDB na manhã desta terça-feira, 22, em Brasília, Jereissati não pareceu muito entusiasmado com a nova empreitada, mas diz que aceitou a missão como uma “obrigação”: “Não que eu não esteja animado, mas eu ainda acredito que encontrar um nome novo (para disputar o Senado pelo PSDB) era bom para o País, para o partido, para a política”, desabafou.

“Mas eu sinto como uma obrigação, até por causa da vida que eu tive com meu partido e com meu Estado. E esse compromisso, mesmo que eu já esteja enveredando para um outro tipo de vida, de projeto pessoal, tem determinados momentos que a gente não pode fugir deles, a gente tem que saber enfrentar a realidade da vida”, concluiuJereissati.

A insistência de Aécio, que durou meses, tem motivo: precisava de um nome forte para garantir-lhe um palanque competitivo no Ceará, o terceiro maior colégio eleitoral do Nordeste, com cerca de 6 milhões de votos. A disputa pelo governo cearense está uma confusão e sem Jereissati o cenário seria trágico para Aécio. O atual governador, Cid Gomes, deve indicar um nome de seu partido, o Pros, para sua sucessão, mas exige o apoio da presidente Dilma Rousseff (PT), de quem é aliado. O senador Eunício Oliveira, do PMDB, também disputará o governo do Ceará e faz a mesma exigência à presidente, já que é igualmente integrante da base aliada nacional da petista.

Aécio coube inventar a candidatura ao Senado para Jereissati, praticamente o único tucano ainda influente no Estado. A cabeça de chapa deve ser fechada com Roberto Pessoa, do PR, que é ex-prefeito de Maracanaú.

Argumento

Um dos motivos decisivos para Jereissati quebrar a promessa e voltar à corrida eleitoral foi o fato de que não irá concorrer diretamente com Cid ou Ciro Gomes. A pessoas próximas, o empresário afirmou que não entraria na disputa se corresse alto risco de não ser eleito, pois não suportaria mais uma derrota em seu Estado.

eleições 2014: Aécio fortalece palanques no Nordeste

Eleições 2014: senador Aécio Neves (MG) está negociando a construção de palanques na região. Bahia deve ter palanque forte.

Eleições 2014

Fonte: O Globo 

Em desvantagem, Aécio fortalece palanque no Nordeste para 2014

Tucano deve priorizar alianças em seis estados, apesar de força de Dilma e Campos na região

Mesmo com o favoritismo do PT e da dupla Lula-Dilma Rousseff no Nordeste, e de contar agora com um adversário nordestino, o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), o PSDB do senador Aécio Neves (MG) está negociando a construção de palanques fortes na região para amenizar o carimbo de partido do Sul e Sudeste. Aécio ainda é pouco conhecido entre os nordestinos, mas seus articuladores sustentam que, no momento, ele tem palanques mais competitivos que Eduardo Campos.

Os tucanos sabem que em Pernambuco não tem como competir com Dilma e Eduardo, por isso tratam com prioridade as coligações na Bahia, Ceará, Sergipe, Piauí, Paraíba e Alagoas. Mas costuram também palanques nos demais estados do Nordeste. Os grandes problemas, por enquanto, são Maranhão e Rio Grande do Norte, onde o aliado DEM não sabe o que fazer com a reeleição da governadora Rosalba Ciarlini, que tem uma administração má avaliada e já andou muito próxima da presidente Dilma Rousseff.

— Aqui em Minas, um em cada dois votos dos eleitores inscritos será de Aécio. Faremos uma frente de 4 milhões de votos. Nenhum candidato, em nenhum estado, terá essa frente. A frente de Eduardo em Pernambuco será de 1,5 milhão de votos — avalia o ex-ministro Pimenta da Veiga, pré-candidato do PSDB ao governo de Minas e um dos coordenadores da campanha de Aécio. — Dilma pode ter boa votação em seis estados, mas sabe que nos maiores colégios eleitorais não terá. Em Minas e Pernambuco, ela não terá. No Rio, a aliança dela virou pó. Tradicionalmente, ganhamos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Agora vamos reforçar o Nordeste.

Na Bahia, os tucanos contam com a reedição da ampla aliança que elegeu o democrata ACM Neto para a prefeitura de Salvador: o PMDB de Geddel Vieira LimaPSDBDEM e outras pequenas legendas. Geddel, que também quer ser candidato a governador, vê como positivo o cenário para Aécio no estado. O PSB deve lançar a senadora Lídice da Mata para dar palanque a Campos, e o prefeito ACM Neto, nome forte no estado, está fechado com Aécio.

— O caminho natural é repetirmos aqui a aliança da eleição de prefeito, com o PMDBPSDB e DEM. O PT está muito mal, muito rachado. O PT nacional nunca me procurou. Isso deve se definir dentro de uns 15 a 20 dias — prevê Geddel Vieira Lima.

No Ceará, o PMDB está em pé de guerra com o PT e mira no PSDB

No Ceará, onde o PMDB está em pé de guerra com o PT do líder José Guimarães e com os irmãos Cid e Ciro Gomes, o comando do PSDB não descarta uma aliança com o senador peemedebista Eunício Guimarães. Ele e o ex-senador Tasso Jereissatti são os nomes mais fortes para o governo e o Senado, segundo as pesquisas. Tasso não quer disputar o governo, mas já admite o Senado, podendo compor uma chapa com Eunício — neste caso, não daria palanque para Dilma.

— Tasso é o nome melhor avaliado para o que quiser. Ele não emergiu do nada. É um chefe político com liderança consolidada. Quando ele bater a mão na cumbuca, une a turma — diz o ex-deputado e membro do Diretório Nacional do PSDB, João Almeida (BA).

Na Paraíba, o vice-presidente do PSDB, senador Cássio Cunha Lima, pode sair candidato ao governo apenas para dar palanque a Aécio. Ele tem oito anos de mandato no Senado e não teria nada a perder. No Piauí, Aécio conta com um nome forte ao governo, do ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes, que lidera as pesquisas de intenção de votos para o governo.

Em Sergipe, o nome forte é do prefeito de Aracaju, João Alves (DEM). Em Alagoas, não existe ainda um candidato, mas a expectativa do PSDB é que qualquer nome lançado pelo governador tucano Teotônio Vilela dará um palanque competitivo para Aécio. Os grandes problemas de Aécio no Nordeste são o Rio Grande do Norte e Maranhão.

— Esses estados não são definidores de eleição. O que a tradição mostra é que nenhum candidato a presidente se elege se não vencer em Minas Gerais — diz Pimenta da Veiga.

Transposição São Francisco e as obras inacabadas

Transposição: “Começou uma obra tem que ter dinheiro pra acabar, esse governo vai deixar um cemitério de obras inacabadas”, criticou Aécio.

Transposição: depois das críticas de Aécio, Dilma inspeciona obras
Transposiçãodo Rio São Francisco: obras paralisadas por um ano e meio.

Fonte: Valor Econômico

Dilma vai inspecionar Transposição

Em visita ao Ceará, programada para os dias 21 e 22 de novembro, a presidente Dilma Rousseff vai sobrevoar as obras de transposição das águas do Rio São Francisco, alvo de críticas recentes de seus potenciais adversários, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

O retorno de Dilma ao canteiro de obras da integração do São Francisco é uma resposta aos ataques à principal vitrine do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e que deve ser um dos motes da campanha. A presidente vai sobrevoar trecho da obra em Mauriti, no Cariri, paralisada por um ano e meio e hoje retomada. A última vez que Dilma inspecionou o trecho foi em fevereiro de 2012, quando o consórcio responsável ameaçava abandonar o projeto.

Há um mês, esse trecho recebeu a visita do senador Aécio Neves (MG)pré-candidato do PSDB à Presidência, que exibiu as imagens dos canteiros abandonados no programa partidário, veiculado em rede nacional. “Começou uma obra tem que ter dinheiro pra acabar, esse governo vai deixar um cemitério de obras inacabadas”, disparou o tucano.

O trecho que vai de Mauriti (CE) até São José de Piranhas (PB) integra o Eixo Norte do projeto, e faz parte da Meta 3N, com 81 quilômetros de extensão, e 43% de execução, segundo o último balanço do PAC. No último dia 27, o Ministério da Integração Nacional assinou o último contrato das obras complementares desse trecho, viabilizando a retomada dos trabalhos. A Queiroz Galvão S/A venceu a licitação, com proposta de R$ 587,5 milhões, e a promessa de contratar mais de 500 operários até o fim do ano.

O retorno de Dilma ao Ceará é também um afago no governador Cid Gomes, que trocou o PSB de Campos pelo Pros, para reafirmar o apoio à reeleição da petista. Gomes acabou assumindo, indiretamente, a pasta da Integração, já que o ministro interino, Francisco Teixeira, é seu afilhado político.

Após as críticas de Aécio e Campos, Dilma retomou a defesa do projeto. Ela rebateu, em 24 horas, as críticas desfiadas por Campos, há dez dias. “Se não tiver modelo de governança, com capacidade de gestão, vai enfrentar dificuldade”, disse Campos, sobre grandes obras como a do São Francisco.

projeto de integração das águas do rio São Francisco foi lançado em 2007. Desde então, o valor da obra dobrou de R$ 4,6 bilhões para R$ 8,2 bilhões.

Gestão deficiente: Nordeste fica sem cisternas

Gestão deficiente: governo Dilma não cumpre meta de entregar 130 mil cisternas até julho aos atingidos pela seca.

Gestão deficiente e o governo do PT

Gestão deficiente do PT: Nordeste fica sem cisternas

Fonte: Folha de S.Paulo 

Dilma descumpre meta de entregar 130 mil cisternas

Dos reservatórios prometidos em abril, só 59 mil foram entregues no prazo

ONGs levantam dúvidas sobre a durabilidade de cisternas de polietileno, que são mais caras que as feitas de cimento

O governo Dilma Rousseff não cumpriu nem metade da meta de entregar 130 mil cisternas até julho aos atingidos pela seca no Nordeste.

Dos reservatórios de água prometidos pela presidente no dia 2 de abril, em evento com sete governadores em Fortaleza (Ceará), 59 mil foram entregues no prazo.

A ideia de acelerar a entrega de cisternas até meados do ano tem um motivo climático. É nesse período que se encerra a época de chuvas –ainda que escassas– na região do semiárido.

Os moradores que receberam as cisternas no prazo e tiveram a sorte de contar com alguma chuva conseguiram armazenar essa água para enfrentar mais um período de meses de estiagem.

CARROS-PIPA

Fora do período de chuvas, o sertanejo depende apenas dos carros-pipa para abastecer seus reservatórios.

Uma opção são os veículos contratados pelo Exército, nem sempre com equipes e água suficientes.

Outra é pagar pelo abastecimento a carros-pipa de particulares (cerca de R$ 100 para encher o reservatório) ou de veículos da prefeitura, que muitas vezes abastecem apenas as cisternas de seus aliados políticos no município.

Considerada a pior dos últimos 50 anos, a seca já deixou cerca de 1.500 municípios do Nordeste e Minas Gerais em estado de emergência, afetando dez milhões de pessoas. Também arrasou a agropecuária, com perdas de cultivos e de animais.

Gestão deficiente e o governo do PT

METAS

Ministério da Integração Nacional coordena o programa. As cisternas são compradas e levadas aos municípios, onde empresas locais cuidam da instalação.

Além da meta de 130 mil até julhoDilma falava em 240 mil até dezembro e um total de 750 mil até o final do de 2014, ano eleitoral.

De abril até agora, segundo o governo federal, 125 mil reservatórios foram entregues e o governo federal gastou R$ 437 milhões na aquisição das cisternas.

Em municípios do interior do Ceará, como Acopiara (a 355 km de Fortaleza) e Canindé (a 118 km da capital), as cisternas de polietileno já se integraram à paisagem local: elas se acumulam em depósitos a céu aberto à espera de instalação.

Moradores da região se cadastraram desde o início do ano para recebê-las. Sem os reservatórios, eles não podem nem armazenar água dos carros-pipa. A única alternativa é, diariamente, encher baldes nos poucos açudes que ainda não secaram.

AÇUDES

É o que faz a dona de casa Maria Luciana da Silva, 30, da zona rural de Acopiara. Ela leva uma hora na caminhada para buscar água.

“Não vem aqui o carro-pipa“, diz a moradora, que reclama por ainda não ter recebido os reservatórios –que já chegaram a algumas das casas vizinhas.

Mas quem já recebeu as cisternas também enfrenta problemas. A Folha encontrou residências com equipamentos entregues há meses, mas que ainda não foram instalados.

A agricultora Silvana de Araújo, 38, de Acopiara, afirma que o reservatório foi deixado em seu quintal há quatro meses, sob a promessa de uma instalação rápida.

Até agora está parado. Ela, o marido e os cinco filhos bebem a água de açude.

Em Canindé, o aposentado Mozar Cruz, 65, recebeu só no início deste mês a sua cisterna. Mas ele diz ter pago um carro-pipa particular para enchê-la porque a água dos carros do Exército é pouca. “Não dá pra todo mundo”, diz.

Gestão deficiente: governo Dilma não cumpre meta de entregar 130 mil cisternas até julho aos atingidos pela seca..

LENTIDÃO

A promessa das cisternas faz parte de um pacote de medidas contra a seca anunciadas em abril pela presidente.

O governo resolveu priorizar as cisternas de polietileno sob o argumento da rapidez na instalação, em vez de reservatórios com placas de cimento, que continuam a ser feitos em menor escala.

Isso apesar de serem mais caras –custam R$ 5.000 a unidade, enquanto as de placa saem por cerca de R$ 2.200.

As organizações não governamentais que participavam da produção das cisternas de placa, porém, passaram a levantar dúvidas sobre a durabilidade do novo tipo.

governo federal argumenta que o polietileno é resistente ao calor e que o reservatório tem vida útil média de 35 anos.

A lentidão não afeta somente a instalação das cisternas: em junho, reportagem da Folha mostrou que as ações estão demorando a chegar a moradores afetados. Houve atraso, por exemplo, na entrega de milho subsidiado e na liberação de verbas para perfuração de poços.

Empresas deixaram de preparar o terreno

Fonte: Folha de S.Paulo 

Empresas contratadas para instalar as cisternas de polietileno no semiárido cearense estão repassando às vítimas da seca o trabalho de cavar o terreno onde os reservatórios serão implantados.
A distribuição da tarefa às famílias afetadas inclui a promessa de pagamento de R$ 50, o que ainda não ocorreu.O calote foi relatado à Folha por beneficiários que fizeram esse tipo de trabalho em Acopiara e Canindé.Representantes das empresas confirmam a pendência nos pagamentos, mas dizem que os acordos serão cumpridos nas próximas semanas.

Nesses municípios, as empresas responsáveis pela implantação das cisternas são, respectivamente, a cearense Edmil Construções e a potiguar Campo Construções (que subcontratou a A&C Construções, também do RN).
Juntos, os contratos dessas duas empresas somam cerca de R$ 30 milhões com governos do Ceará e federal para implantar as cisternas em uma série de municípios.

Ao repassar parte do trabalho aos beneficiários, as firmas ampliam o lucro, ao economizar com a mão de obra.

Sob o temor de perder as cisternas, os beneficiários têm receio de reclamar.

Em Acopiara, o agricultor José Soares de Lima, 58, diz que que chamou o filho e um genro para cavar o buraco, num trabalho de dois dias.

“Ainda não ouvi falar de ninguém que recebeu”, afirma. “Não é um dinheirão, mas é um prometimento.”

A Folha também ouviu relatos semelhantes em Canindé. “Não pagaram, mas não tem problema não”, afirma um beneficiário que pediu para não ser identificado.

O coordenador da Edmil Construções, Jucilane Braga, disse que a greve dos bancos “atrapalhou muito” o pagamento e que estão regularizando “aos poucos”. Segundo ele, a empresa envolveu os moradores nas escavações para agilizar a instalação.

O coordenador de implantação das cisternas em Canindé pela A&C Construções, Francisco Mourão, disse: “Algumas [famílias] onde estamos instalando [as cisternas] já estão sendo ressarcidas”.


Licitações atrasaram entrega, diz governo

Fonte: Folha de S.Paulo

OUTRO LADO

Ministério afirma que transporte das cisternas é complexo; empresas prometem concluir trabalhos até o fim do ano

Dificuldades para levar cisternas pesaram na demora; empresas prometem concluir obras até o fim do ano

A “complexidade” das licitações e a logística do transporte atrasaram o cronograma de entrega das cisternas de polietileno, de acordo com o Ministério da Integração Nacional.

“Devido à abrangência e complexidade do objeto das licitações previstas para este ano no âmbito do programa Água para Todos, os processos licitatórios exigiram mais tempo para a sua conclusão”, informou a pasta, em nota.

“Além disso, a logística de transporte dos reservatórios de polietileno, também complexa, e o difícil acesso às comunidades mais isoladas foram outros fatores de relevância para identificar a necessidade de adaptação dos cronogramas de entrega”, afirma ainda o Ministério da Integração Nacional.

O ministério diz que, desde o início do programa Água para Todos, em 2011, até agosto de 2013, foram instaladas 401 mil cisternas de armazenamento de água para consumo humano. Segundo a pasta, até 2014 devem ser construídas 750 mil cisternas para o programa. O governo também prevê 20 mil pequenos sistemas de irrigação e 3 mil barragens de água pluvial.

A empresa cearense Edmil Construções, que cuida das cisternas em Acopiara, afirma que até agora foram instaladas 2.300 de um total de 3.400 cisternas, e que pretende terminar todo o processo até o fim de novembro.

“A gente já superou as expectativas. Começamos no início de maio e, em cinco meses, já tem 2.300 montadas”, disse o coordenador da Edmil, Jucilane Braga.

Em Canindé, o coordenador da implantação das cisternas pela empresa potiguar A&C Construções, Francisco Mourão, o atraso ocorreu porque o trabalho ficou paralisado de março a junho para a “readequação do projeto”.

Segundo ele, na próxima semana haverá aumento no número de funcionários e o trabalho deverá ser concluído até o final de dezembro.

Mourão diz que há entre 700 a 800 cisternas instaladas, de um total de 2.000.

Em relação ao repasse do trabalho de escavação dos terrenos às famílias que vão receber as cisternas, Mourão disse que isso foi feito com a finalidade de “gerar renda” para os moradores e que os pagamentos já estão sendo regularizados.

CE: MP denuncia cartel e fraude no transporte intermunicipal

CE:  ação requer a anulação da concorrência e aplicação das penalidades da lei aos autores do ato de improbidade administrativa.

MP denuncia cartel e fraude no transporte intermunicipal do Ceará

CE: para promotor, houve cartel e fraude em licitação – Foto: Agência Diário

Fonte: G1

MP-CE denuncia cartel e fraude no transporte intermunicipal do Ceará

Caso foi denunciado por empresárias buscando ‘delação premiada’.
Detran é acusado de omissão na fiscalização do processo licitatório.

O Ministério Público do Ceará (MP-CE) ajuizou na sexta-feira (9) uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa praticado por servidores públicos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) e por representantes de três empresas que fazem o transporte intermunicipal, no Ceará. De acordo com o promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público Ricardo de Lima Rocha, houve formação de cartel entre as empresas, além de fraude na licitação para o transporte intermunicipal, em 2009.

Para o promotor, houve omissão do Detran na fiscalização do processo. A ação requer a anulação da concorrência e aplicação das penalidades da lei aos autores do ato de improbidade administrativa de ter fraudado o processo licitatório. O Detran disse que só vai se pronunciar sobre o assunto quando for notificado oficialmente da ação.

A ação civil pública foi feita feita a partir de denúncia dos participantes de um acordo registrado em documento intitulado “Protocolo de intenções e outras avenças”. O documento, segundo o Ministério Público, estabelece condições para que uma das empresas desista da licitiação destinada à escolha de empresas prestadoras de serviços de transporte intermunicipal no Ceará.

Segundo o promotor, as denúncias foram feitas por duas empresárias que, em busca dos benefícios da delação premiada, prestaram depoimento contando detalhes da combinação para fraudar a licitação, além de entregarem ao Ministério Público documento com todos os pormenores da ação. “Existe um documento, por escrito, onde o conluio é detalhado”, diz o promotor.

Na ação, o promotor Ricardo Rocha pede a concessão de medida liminar, a fim de que os bens dos cinco promovidos sejam indisponíveis, bem como o afastamento do cargo dos servidores públicos envolvidos. Além disso, a ação pede que seja determinada a perda do cargo público para aqueles que o exercerem, a perda dos direitos políticos, a devolução dos valores recebidos ilegalmente, multa e a proibição de contratar com o poder público – inclusive com eventual ressarcimento integral do dano causado.

O Ministério Público requer, ainda, de forma liminar o bloqueio de bens de todos os envolvidos e o afastamento do cargo público do ex-superintendente do Detran e atual secretário de Infraestrutura do município de Fortaleza.

%d blogueiros gostam disto: