Petrolão: PMDB se opõe à saída do presidente da Transpetro

Enquanto no governo o afastamento de Sergio Machado é dado como definitivo, peemedebistas trataram a situação como temporária.

Petrolão

Fonte: O Globo

PMDB se opõe à saída do presidente da Transpetro

Machado passou a terça-feira telefonando para peemedebistas. Reprodução

Saída de presidente da Transpetro opõe PMDB ao Planalto

Para governo, afastamento é definitivo, enquanto aliados planejam volta dele ao cargo

A licença de Sergio Machado da presidência da Transpetro por um mês, para que seja investigada a denúncia de seu envolvimento em corrupção, pôs na terça-feira em campos opostos o Palácio do Planalto e o PMDB. Enquanto no governo o afastamento de Machado é dado como definitivo e um assunto superado, peemedebistas trataram a situação como temporária. Em conversas reservadas, aliados de Machado no Congresso defendiam nesta terça-feira que a investigação priorize as denúncias que pesam contra ele, para que Machado possa de fato voltar a ocupar o cargo ao fim dos 31 dias de licença.

Amigo do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e indicado para o cargo em 2003 com o apoio da bancada de senadores do partido, o presidente licenciado da companhia passou a terça-feira telefonando para peemedebistas em busca de apoio e de garantia de que não será abandonado em meio a denúncias feitas por Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras. Costa afirmou à Justiça ter recebido R$ 500 mil de Machado para direcionar uma licitação para compra de navios para a Transpetro. Senadores o aconselharam a submergir durante este mês e aguardar as investigações.

ACORDO É NEGADO

No PMDB, senadores negam que tenha havido um acordo com o Planalto para que Machado saísse da presidência da empresa de forma “honrosa”, por meio da licença, em vez de ter sido demitido pelo Conselho de Administração da Petrobras. Os peemedebistas afirmam que vão esperar o mês de novembro para, então, se posicionar claramente sobre o assunto.

— Essa máxima que a presidente Dilma criou de que quem foi citado na Operação Lava-Jato terá que sair do cargo só valeu para o caso de Machado e do PMDB. Ele se licenciou para se defender, não há acordo, e esperamos que ele volte. Vamos esperar estes 31 dias para ver qual será a postura do governo. Esse tempo determinará nossa posição daqui para a frente — afirmou um peemedebista da cúpula.

No governo, a avaliação é que Machado não teria condições práticas de voltar, já que a PricewaterhouseCoopers (PwC), que audita o resultado financeiro da empresa, recusou-se a validar o balanço do terceiro trimestre, alegando que Machado não poderia assinar o documento porque seu nome foi citado por Costa ao Ministério Público em delação premiada.

LICENÇA PODE SER RENOVADA DURANTE INVESTIGAÇÕES

Segundo um auxiliar da presidente Dilma Rousseff, auditorias como as que estão sendo realizadas na Petrobras não são rápidas, e as denúncias que envolvem a estatal atingem muitas pessoas e são complexas. Por isso, o que poderá acontecer é a licença de Machado ter que ser renovada algumas vezes até que se concluam as investigações feitas por auditorias independentes. Dessa forma, disse, Machado perderia as condições de seguir à frente da empresa.

Para os peemedebistas, no entanto, a Pricewaterhouse teria sido influenciada por conselheiros da Petrobras ligados ao governo por determinação do Planalto, o que causou irritação entre os senadores e poderá levar ao acirramento de ânimos com Dilma.

Entre os defensores de Machado, se a licença se tornar uma demissão sem provas contra ele, o governo terá acabado com seu direito de defesa. Segundo fonte ligada à estatal, os auditores da Price não quiseram validar o balanço como forma de se proteger da legislação americana, que proíbe casos de corrupção em empresas listadas na Bolsa de Nova York.

Anúncios

Publicado em 05/11/2014, em Governo do PT, Justiça, Petrobras, Política e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: